Plágio é crime

OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE MINHA AUTORIA, E TEM SEUS DIREITOS RESERVADOS de acordo com a Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Cite a fonte. Plágio é crime!

Seguidores

Clique e Aproveite as ofertas

Otimos preços ...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Eu sou assim ????


Me escondo para ver o mundo diferente
E na aparência superficial engano ate você
Que tanto me ama, mas que tão pouco sabe do meu coração

Nos dias das minhas lagrimas 
Me escondo e finjo estar feliz
Fujo em meu silencio 
Mesmo que tentes descobrir

Nos dias de irá 
Mato o meu falar
E em palavras resumo
O que queria escutar ou quem sabe vivenciar

Nos dias de chuva 
Onde a luz não me alcança
E o olhar de criança não comove
Finjo ser alguém que liga para todo o bem 

Mas a verdade é que sou perfeitamente humano
Com duvidas mentais, erros irracionais 
Temendo a dor e fugindo da morte da esperança calada

Esse ser frio e calculista sou eu
Onde se quer demonstra seus reais sentimentos
Encobrindo por uma camada de gelo
Onde reflete aquilo que calcula que seja o melhor no momento exato

Talvez nem esse seja eu
O modo de descobrir 
Será na hora da chegada da partida
Onde segredos são contados 
E contos reais revelados
Onde nada se encobre 
E nada se esconde 

Mas ainda assim sou
O ser que encobre o que sente
E vive em mundo refletido 
Onde apenas mantem aparência que se deve 


sábado, 24 de setembro de 2011

Amor e Odeio


Eu odeio o jeito seu de me olhar
E amo que você olhe para mim
Eu odeio o jeito que fala comigo
E amo que você só fale comigo 

Eu odeio seu jeito de pensar diferente
Do jeito que me desvenda facilmente 
E dos motivos que me acompanha por essa vida

Mas amo essa vida por você está nela
E faze-lá uma completa virtude 
Ou ate mesmo uma completa loucura

Amo e odeio tudo em você 
Talvez por ser unica pra mim 
Talvez por ser unica no mundo
E apenas eu a te-la 

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Estou Esperando


Um mundo poderia não ser como é 
A gente poderia nem mesmo gostar
E nem tão pouco amar

Os dias poderiam ser menores
E as dores não existissem mais 
A traição ou a falsidade fossem raras 

Tudo poderia ser resolvido em um segundo
E o fracasso pudesse ser dado um "replay"
Para que os erros do passado não ocorressem 

Talvez a vida não teria graça
Mas mentiras não seriam contadas 
As ilusões não seriam feitas 
E a dor que se leva no coração seria apenas uma brisa
Passageira e sem transtornos 

Nossa!!!  Esse mundo eu queria pra mim 
Talvez assim eu deixasse de sofrer 
Por pessoas que só me querem pro bem próprio 
Que me enganam como se as palavras não pesassem 

Tudo em seu devido lugar deveria ser
E o mundo que enxergamos não existiria 
E eu não estaria deitado na rua 
Esperando essas melhorias 
Que eu chamo de coisas surreais 

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Vivendo por VocÊ



E da escuridão eu renasço
Me livrando das cinzas do passado
Com lágrimas de esperança
Para um futuro melhor

Nos dias que estou acordado
Me sinto preso amarado 
Como se estivesse engaiolado 
Fecho olhos e penso

Vem em minha mente 
Olhos imaculados 
Grandes e castanhos
Uma vinda de conto de fadas
Alegria surreal

Vejo que em minha mente posso ser livre
Imaginar tamanha beleza 
Quanto poder amar

Assim me sinto vivo
Imaginando alguém por perto
Um sonho irreal 
Conto de fadas imperfeito

Talvez eu não viva dormindo
Pois posso ser livre no momento
No instante que eu fechar os olhos e ver você . . . !!!!

domingo, 18 de setembro de 2011

Eu e VocÊ


Sabe eu tenho medo de falar
E a esperança não sobrar
Pois todo tempo eu quis te amar

A vida mostra novos horizontes 
Uma eterna mudança de "cores"
A juventude do atos
E a carência da idade sobriamente 

Tudo tem seu momento, escolha e destino
Atos que revelam "astros","heróis", "donzelas" 
E o que eles tem em comum é o medo

Esquecer impossível
Pois tenho medo 
Medo de não encontrar 
Alguém que eu possa amar

Mas com tudo isso acontecendo 
Eu vou sendo apenas um amigo
Que te apoia e te deseja
Que lhe agrada e te esculta  

Tudo para que a vida tenha sentido
Uma esperança eterna
Um desejo sublime
Uma escolha perpétua 
Eu, você a vida que escolhemos
Os caminho que seguimos  

O que fazer ?


Toda manha me levanto na esperança de encontrar
A pessoa que desejo passar a vida toda
As vezes pareço encontrar
As vezes parece um dia de chuva

Com o tempo aprendi a não esperar
Pois o que tiver que ser será
A chance de eu achar
É tão grande quanto dela me achar
Então porque me desgastar

Mas nem tudo é tranquilidade
Tenho sempre que tomar uma atitude
Uma escolha do que fazer
Ou o dia vai ser apenas outro dia

Se queremos algo corremos atrás 
Mas no caso do amor 
É mais fácil ficar sem fazer nada 
Por que será ?

Procurar é errado
Esperar nunca chega
Qual será o meio termo ?

Bom não sei, 
E se quer saber talvez nunca saberei
Ou talvez descobrirei quando encontrar
Você minha vida futura 
Minha criança maluca 
Meu fruto de esperança 
Minha pequena que és uma gigante em meu coração

Até lá buscarei, esperarei
Farei tudo ao meu alcance 
Para dia eu encontrar você

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Historia de uma Criança


Um dia uma criança me disser adeus
Eu sem saber respondi até logo
O encanto da noite continuou 
E eu não percebi que a perdi 

Ao sono retornei 
E no entanto não deparei
Que sentiria a falta da criança
Que um dia eu "amei"

Talvez eu pudesse mudar isso
Se tivesse lutado mais 
Feito o tempo voltar
E a noite nunca acabar

Mas sempre alguma hora ela ira acabar
É impotente tentar 
A noite será breve e terminará
No momento que eu me despeça dela

Engraçado hoje em dia eu penso nela
E como uma criança pode nunca mais voltar
Até hoje eu não a encontro mais
E de vista sinto que doí mais
O fato de eu não ter tentado e arriscado 

Essa é a natureza nossa
Não perceber que o tempo passou 
E o momento não é eterno
A não ser na face de um sorriso
Que se eterniza na mente primária 

E o medo e a dor são passageiras 
Mas no entanto como a natureza 
Não sabemos prever quanto demorara 
E assim não sabemos evitar.

O Fim é terno
Pois todo fim é um novo começo
Um novo terminar 
Uma nova caminhada a trilhar
Para se descobrir o fruto do amar 

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O dia ou A noite


O dia mal começo e desejo a noite
O dia começo e a dor no peito
O sono estava melhor, um só encanto
Sem o manto da solidão

Eu quero meu dia como minha noite
Um só sonho, uma realidade diversa
Não quero nada alem disso 
Muitas vidas em uma 

Desejo a brisa do mar
Na noite de luar 
Uma tarde a se acabar
Uma onda do mar 
Um desejo, um beijo

Quero a vida dos meus sonhos
A coragem do herói 
A bondade da fé
O amor do irmão 

O dia mal começo 
E penso que nele não quero viver
Talvez o erro de nada do que eu querer acontecer
Seja o fato que todo dia é um novo dia

E se é um novo dia
É um novo recomeço 
Para buscar a verdade do meu desejo
O desejo que eu tenho de uma vida plena  

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O dia errado !!!


E o dia que se faz
Acordar e ser capaz
Mas para viver assim
Tem que ser capaz ate o fim

Hoje não sei se sou capaz
Tenho medo, e sempre olho para traz 
A esperança já não é tão sagaz 

O dia não é capaz
De se fazer nossos ideais 
Um sonho real
Uma miragem sagaz 

Tudo que vejo é o ser humano
É a capacidade de enganar todo dia
A si mesmo, como aos outros 

Talvez eu tenha acordado num sonho
Ou talvez esse seja o dia errado
Onde pessoas são falsas
Onde a realidade é surreal
E a liberdade já não se faz 

O caminho que me Trouxe


E o caminho que me trouxe
Nada restou de destroços 
Uma ideia e nada mais
Um sonho incapaz 

Todos esses caminhos
Me vejo gritando em desespero
Sem saber o que fazer o que seguir 

Mais você apareceu em minha cabeça 
Me iludiu e fez pensar que sentia
Sentia a dor que eu sinto

Fez parece uma desculpa do destino
Cruzar nossos caminhos
E parecer perfeito
Um conto de um sonho

Mas você fez do meu sonho uma ilusão
E o desejo puro, um erro na escuridão
Tudo na fração de um segundo
No segundo do olhar, do sentir do amar

Você fez de tudo
E o meu mundo mudou
Graças ao seu "ódio" pelo meu amor

Hoje acredito no amor
Mas raramente que ele venha do ser humano  
Hoje acredito ainda nos  sonhos

Sonhos são reais
Quando se é forte o suficiente
Para tomar uma atitude e mudar o modo de pensar 

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Meu mundo de Devaneios


Meu mundo de devaneios
Loucura da minha mente
Ser crente que iras voltar
E amar sem ter o que tocar

Sou pedaço da loucura
O desastre abulante
Vitima das minhas atitudes
Encarcerado do tempo

Sou nada mais que um mundo de loucos
Onde ser São é algo incapaz
E a realidade jamais deixará o rapaz
Ser feliz com quem escolha 

Esse meu mundo de devaneios
Me trazem a esse ponto
Onde loucos são os sábios
E os que amam são tolos

E todos que rodeiam 
Nada mais querem que o meu pesadelo
Arruína da minha vida
A sua volta escondida 

O milagre perdido
O tesouro do sábio
A coerência da vida
O amor vivido em carne   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...