Plágio é crime

OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE MINHA AUTORIA, E TEM SEUS DIREITOS RESERVADOS de acordo com a Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Cite a fonte. Plágio é crime!

Seguidores

domingo, 16 de outubro de 2011

A carta que não lhe escrevi


A verdade é que não sei o que mais dizer
No momento em que eu disse 
Que queria ficar com você
Eu não menti

Pois naquele instante eu quis tudo com você
Queria tê-la em meus braços e parar o tempo 
Que o vento não existisse 
E o mundo desaparecesse 

Pois naquele instante eu quis tudo com você 
Um amor, um romance ou até um caso
Se assim quisesse 

Eu desejei tudo que poderia em meus sonhos
Fiz milhões de cartas das quais nem existem mais
Imaginei mil formas de amar você
E escrevi musicas das quais jamais vai escutar

Eu quis tanto que no dizer disse ficar
Pois simplesmente era o que eu precisava
Nada alem de estar com você

Apenas tocar em seu rosto e sentir o seu cheiro
Cheiro de aroma doce
Que encanta e me guia 

Mas tudo foi em vão
O desejar nada é alem de imaginar
Se na forma de agir não expressamos o que queremos
Somos vitimas do momento
E na fração de um segundo morremos
Sem mesmo dizê-lo
O quanto desejamos um ao outro 

Mais também eu errei
Me entreguei somente a você 
Tentei me enganar
Ate procurei outro lar
No entanto era você a minha casa
Mas no tormento a perdi
E sem chance não pode mais sorrir 

Eu me enganei, sofri , me magoei 
Chorei, e ri sem apenas perceber
Que a ruína habitava o meu ser 
Tudo isso foi por você

Um sonho incoerente 
Uma ilusão distante 
Um sonho apenas 
Uma realidade surreal 

Um desejo morto pelo acaso
Vivo na esperança
E quebrado no olhar 
Essa é a carta que lhe escrevi
Essa é a carta que jamais entenderá
E quem jamais vá encontrar
Essa é a carta que não lhe escrevi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostar comenta . . . o que sentes e o porque . . . muito obrigado pela visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...