Plágio é crime

OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE MINHA AUTORIA, E TEM SEUS DIREITOS RESERVADOS de acordo com a Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Cite a fonte. Plágio é crime!

Seguidores

Clique e Aproveite as ofertas

Otimos preços ...

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Dizer do meu Peito


E na alegria e na tristeza me encontro
Dentre vários sentidos eu me escondo
E diante de ti, eu não sou eu 

Minha vida tudo depende de ti
Atos e versos que não falastes para mim
Mostraste a verdade sem dar direção
Eu nunca soltaste da sua mão

Erro na porta da frente do peito
Guardar com medo o que desejo 
E por fim das contas jamais revelar
A verdade obscura de amar

Vontade que tenho de falar
Mas a resposta dá medo de arriscar
Faz com que me cale diante do seu silencio
E tente escutar o som do seu peito

Nada mais queria dizer
Talvez você não vá entender
Que és fonte de toda minha inspiração
Do momento que largou minha mão 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Lembrança sua


Vivo na lembrança do seu olhar
Singelo e puro
Inocente e devastador 
Que me arrebata e hipnotiza

Na lembrança do seu perfume
Que encanta multidões 
Levanta meu animo 
Me faz louco em vida 

No sabor do seus labios
Dos quais passei segundos
Mas que lembrarei eternamente
Que beijei um anjo em terra 

A lembrança se faz mais forte
Quando lembro das suas atitudes 
Seu jeito sereno de ser 
Inquieta que faz meu coração pulsar

Nessas lembranças eu me perco
Para que me ache algum dia 
E o amor volte a floresce
A vida se torne eterno sonho   

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Minha pequena vida


Eu quero mais que um beijo
Quero mais que um momento
Desejo uma vida inteira com você

Meu brilhar da lua
Estrela que me guia
Meu sol, meu dia

Eterna conhecida
Minha melhor amiga
Desejo te ver todos os dias

Mais que perfeita
Completamente única
Você é minha existência

Minha razão do dia
Meu sonho de menino
Tudo com você é melhor 

Meu maior amor
Minha eterna paixão 
Com você do meu lado 
Nada é em vão 

Você é minha solidão escondida
Meu olhar todo dia
É em sua direção

Como seria fácil
Tendo você ao meu lado
Todos os dias seriam alegria
E meu coração bateria fora do compasso 

Tudo que preciso é ter 
Mais uma vida
Para poder amar você 

Quero mais que um momento
Desejo ter uma vida inteira para lembrar
A pessoa que mais me completa
É a pessoa que só eu sei amar
Minha pequena 

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Penso ou não ?

Hoje o dia não está bom
As nuvens cobrem a luz do sol
Me fazem pensar no que pensar
No que devo ser ou talvez fazer 

Me pergunto será que alguém sabe 
Alguém tem consciência de como agir
Ou só parecem ter

Será que somos que nem a chuva
Que nunca se tem certeza que vai chover 
É sempre uma relativa porcentagem
Será  que são assim nossas escolhas 

Devo pensar nisso ?
Ou deixar para depois
Penso ou vivo ? 
Luto ou apanho  ?

Acho que descobrimos isso sempre tarde demais
Quando nosso por do sol se esvai 
E nosso tempo já não é nosso 

Mais quando somos donos do nosso tempo ?
Se mesmo sabendo o que fazer
Nada ocorre como deve 

Então qual é a pergunta certa ?
Ou talvez a resposta esperada ?
Talvez seja melhor não pensar
Assim podemos algum dia descobrir 
Não sendo tarde demais 

Aquilo que não sei dizer


Escrevo o que penso
O que não consigo expressar em atos
Ou em simples gestos

Procurei alguém que me completasse
Que preenchesse o buraco em meu coração
Mas tudo que encontrei foi dor
Desgosto e solidão, tristeza em perder

Aprendi que falei na hora errada
Ou talvez para pessoa errada
E fiz com que você desisti-se de mim
No seu mundo eu extinguisse

Onde havia brilho nos olhos
Hoje há eles completamente fechados
Onde havia sorrisos
Hoje há apenas expressões frias

Mas dá brincadeira de criança
Eu não soube falar
Que nasceu um amor
Do nada brotou
E com uma tempestade faleceu

Talvez dos sinas que me mostraste
Fosse só mal interpretados
Acreditei que quiseste
Mudei, tentei
E no fim não era isso que você queria

A negação iminente surgiu
Um não no vácuo soou
E o tempo naquele instante parou

O mundo congelou
Meu peito se estraçalhou
No disfarce de um sorriso
Digo que está tudo bem

O que eu não consegui dizer
Foi apenas que não esqueci você
Minha alma em uma outra dimensão.

domingo, 20 de novembro de 2011

Sempre Quis Falar




Sabe muitas vezes eu minto
Conto surrealidades para me fazer feliz
Faço da minha vida um conto 
Digo que você não importa
E que o tempo já nós mudou

Digo que amizade é mais importante
E que aquele dia nunca existiu
O dia que eu disse fica comigo

Talvez eu tenha esquecido uma palavra 
Uma simples palavra que mesmo que não mudasse nada 
Fosse importante falar

Sempre,fica comigo
Pode não fazer diferença para você
Ou quem sabe como em um conto mude tudo

Faça da minha minha vida um circo
Faça me rir como se fosse na minha infancia 
Me surpreenda como os magicos 
E me enlouqueça como os espetáculos

Talvez nada mude 
E eu seja apenas a pessoa de lado
Mas quero que saiba
Que você completaria minha vida
E que se daquele dia em diante 
O sempre acontecesse 

O mundo seria outro
E as tristezas passariam 
As mentiras não existiriam 
E apenas o amor se exibiria 

Talvez faça entender o que eu senti
Naquele dia, o mundo mudou
Foste a primeira que eu quis falar do meu amor 
Sempre será a primeira e inesquecível 

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Eternamente em meus olhos


Acordo em meus pesadelos
E deparo com a imagem lúcida de um anjo
O problema é que eu não a alcanço

Estás tão longe da minha verdade
Com o tempo a nos mostrar
A distancia que devemos ficar

Uma imagem tanto quanto estranha
Ilusão precisa para se viver
Ou quem sabe para se escolher

Caminhos diversos, rumos imagináveis 
Errado estando certo
O certo estando mais ou menos errado

Enigma humano dá existência 
Para que viver se não posso lhe ter ? 
Mas se nesse caminho eu encontrar você
Tudo terá valido a pena sofrer

Esse estranho pesadelo me assombra
Na medida que vou acordando
Sinto remorso 

Deixei para traz a vida querida
O meu maior sonho
Eterno pesadelo
Um dia esquecer
Noutro querer 

Tudo em uma noite apenas
Se some no raiar do dia
Pesadelo ou verdade
Querencia ou imaginação 

Tão perfeita combinação
Que fazes não querer repousar no chão
Mas viver eternamente com olhos fechados
E com imaginação na mão  

Quem Será Você?


Em um olhar negro me vejo 
E em desespero me perco
Na sombra do seu sorriso me acho 
E na dimensão do seu amor eu caio

Em questões de segundos voo
Algum momento me vejo 
Alguém que não sabe o que quer
Talvez não saiba quem é 

Na noite escura acorda
Do terrível pesadelo sonhado 
Com a lua me deparo 
E nela concentro meus desejos

No toque da amada suplico
Me dizes coisas tão bonitas
Contudo não faço ideia
De onde foi todo aquele mistério 

Sendo eu quem sou
Quem exatamente pode ser você
Que em seus braços eu repouso
Onde encontro meu ser

Viajo em seu olhar
E me perco em seu sorriso
Que me leva a sonhar
Com os seus lindo cabelos

Quem será você ?
Mesmo não lhe conhecendo me fazes desejar
Passa a vida toda em completa harmonia
Para que você jamais pare de me amar 

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Ainda que não seja eu !!!


Ainda que eternidade te leve
Buscarei o infinito para te encontrar
Ainda que o erro seja feito a vida
Buscarei a perfeição para concerta-lá

Ainda que o medo seja nosso presente
Buscarei o futuro a conquista
Para apenas lhe mostra que tudo podemos

Ainda que o tempo não volte mais
Buscarei as lembranças
Para lhe mostrar que tudo valeu apena 

Ainda que o adeus seja inevitável 
Buscarei o reencontro 
Para lhe mostrar que o destinos nos quer unidos

Ainda que céu venha a despencar
Buscarei o espaço 
Para vivermos felizes 

Ainda que essas palavras não lhe alcancem 
Desejarei sua felicidade para sempre
Pois para mim nada és 
Do que a simples resposta da felicidade 
Unica e eterna no amor 

Medo de estar sozinho


Hoje senti uma dor no peito
Um cruel jeito de se encarar
Que a vida nada mais é que uma brisa

Vai e ninguém a vê 
Talvez possamos senti lá 
Talvez podemos cria lá
Mais jamais podemos agarra lá como nossa

Essa dor que no meu peito bate
É tão forte quanto sangue 
Que corre em todos nos 
É o que nos torna todos iguais 

Essa dor se chama medo
Onde eu não consiga me agarrar em nada
Onde eu não possa ver nada
É medo de estar solitário na vida

Pois por maior que seja a barreira 
Sempre passamos com a ajuda de irmão ou amigo
De alguém de perto, alguém que se identifique

Mas estar sozinho não é não conseguir passar as barreiras
Mais sim não existir nada para se fazer
É estar dentro de um abismo em queda livre
É ficar no escuro de olhos fechados
É morrer por dentro quando o que está por fora já não existe

Esse é o medo de estar sozinho
De nada entender
De nada ver
Pois o medo é algo imprescindível 
Ficar sozinho é uma escolha
Mais estar sozinho e ter medo disso
É viver sem luz, sem escuridão
É viver em um nada 

Você. . . apenas não vê


Se eu pudesse tirar você dessa foto
Faria milagres para ve-la sorrir
E que todos os dias fossem "novos" dias
Para que nunca se cansasse do meu amor

Faria do céu a terra
E do mar a chuva
Para que nosso caminho sejam mais longos
Assim eu possa desvendar seus misterios

O vento seria o meu abraço
E o silencio o meu "eu te amo"
As pessoas não existiriam
Assim não atrapalhariam nossos momentos

O que eu queria mesmo é ser a terra
E você seria o meu sol
Não teríamos meios termos
Eu preciso de você pra ter vida

A como eu queria que você fosse meu sol
Que me aquecesse, que me fizesse bem
Não tentasse me entender
Só fizesse parte desse meu viver

Nada poderia ser mais importante
Talvez o gelo do norte
Ou as geleiras do sul
Talvez isso me fizesse esfriar
Porque eu sinto é algo incontrolável
Que aqueceria o mundo 

Mas não é tão simples assim 
Você não vive para mim
Tão pouco se importa com o que eu sinto
Você é a luz negra no túnel 
Tão pouco me ilumina, quanto me guia 
És uma estrela, que distante está 
Que jamais alcançarei o céu para lhe tocar 

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Num simples piscar de olhos ....!!!


Ao piscar do olhos minha vida mudou
O caminho escureceu e o tempo passou
De longe já não te via 

O dia se apagou e no toque se quebrou
O luar desapareceu e o fim súbito foi o que restou
Tudo em um piscar de olhos

O sorriso já era choro
E a mentira era mais uma surrealidade real
A terra tremia 
E o som no vacuo ficou

A minha mente se calava
E o medo ressurgia
A esperança se apaziguava
Porque dela não se restava 

Tudo em um piscar de olhos mudou
Aquele lindo campo de nossos encontros
Nada mais era do que inferno solitario

Daquele sentimento que sentíamos
De ternura e calma
Restava apenas o caos e o arrependimento 

E na mente vinha apenas um pensamento
Como tudo pode mudar ?
Como o futuro vai terminar ?

Tento piscar os olhos mais uma vez
Para que a cegueira não me mostrasse 
O que eu mais temia
Passar um dia 
Sem te ver 

Esse foi o sonho que eu tive
Quando pisquei olhos e não ti vi 
Esse é o caos quando me deixas
Num simples piscar de olhos     

sábado, 5 de novembro de 2011

Você vive em mim !!!


As vezes me esqueço que estou sozinho
Pois a lembrança de você se faz viva
Nos meus pensamentos e nos meus atos 

A cada movimento vejo um flash 
E naquele instante vejo seu olhar
Fixo e relaxante
Me dizendo que está tudo bem

Um dia me prometes não passar
Não ser uma simples lembrança
Onde só meus sonhos pudessem alcançar

Um dia me disseste que não iria embora
Que não me deixaria em paz 
E que estaria sempre atras
Daquele sorriso que só você me faz

A cada instante depois flash 
Vejo que apesar de tudo
De todas as mentiras e surrealidades

Acabou por sendo realidade 
Pois jamais me deixou
Ou talvez o meu amor
Jamais a deixou ir
Pois com você tive 
Momentos que me fizeram sorri 

Momentos que me transformaram 
Momentos que fazem você
Viver em mim 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...