Plágio é crime

OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE MINHA AUTORIA, E TEM SEUS DIREITOS RESERVADOS de acordo com a Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Cite a fonte. Plágio é crime!

Seguidores

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Seja Amor.


E que todo amor seja descrito
Sentido, vivido
Pois amar é mais do que necessário 
É idealizado, é vida pura 

Pois não amar é não viver 
Não viver é não existir
E não existir não há necessidade de dizer

Seja visto, seja amado
Esteja a posto para o amor
Pois mais dificil que pareça
Qualquer sombra de amor
É uma chance de feliz ser

E felicidade é o que precisamos 
Para viver no infinito de nossas almas
Seja o amor de alguém
Seja o viver de um ser 
Seja a amor e assim será tudo que quiser.

domingo, 13 de novembro de 2016

Me Faz ViVer


É engraçado sentir
Um frio na barriga
Ter como minha amiga
Minha companheira leal
Meu Escudo contra mal-humor
Minha escolha preferida,
Menina dos olhos estrelar

Já faz tempo que não "verseio"
Uma prosa para lhe falar
Que a tempos faz 
O meu sorriso vibrar 
Uma constância na minha felicidade,
É pode te olhar, 
Tocar minha mão na sua 
E sentir vida.

Você me faz viver
É o que eu posso te dizer
Sem ao menos dizer 
Que amo você
Você me faz ser 
Mesmo nem sempre podendo 
Mata meus desejos 
E me faz Feliz
Você vive em mim
E assim eu vivo.

Descrevo, Vivendo.


Faz tempo que não descrevo,
Pois tudo que escrevo
É o meu relevo pessoal,
Sou fardo das minhas decisões, 
O caos que habita em mim,
São feridas, magoas que deixei ficar 
Por falta de força 
Ou para não esquecer de lembrar,
A vida nem sempre é tão bonita,
Mas finda todas as tempestades
Marés altas ou a canseiras nos olhos, 
Por mais que não se veja 
A vida tem toda sua beleza, 
É dos momentos ruins 
Que revemos nossa evolução, 
A cada segundo, um pouco melhor,
Uma nova versão do "eu" que mora em nos,
A cada dia, uma nova chance de se mostrar melhor
Ou pelo menos de sorrir novamente.
Já faz tempo que não descrevo, 
Pois do tempo precioso 
Eu estou vivendo.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Tempo Passa...!!!

Tempo passa de maneira diferente
Para cada individuo, 
Uns vivem de mais e 
Acham que já é o suficiente,
Não entendem o passar dos anos,
Questionando se são sempre iguais

Outros, olham o tempo como menino veloz,
Cresce rápido demais, 
Nem enxergamos, mas já envelheceu
Já viveu, Já morreu,
A outrora que não volta mais 

Mas há quem enxerga o tempo
Como um amigo leal,
Que sempre pode contar, 
Que de olhos fechados sentem a sua presença,
Que sentem passar,
Mas como segredo, guardam as lembranças,
Os sentimentos, os momentos 
Para que nunca deixem de enxergar, 
Que o tempo passou,
Mas marcou a eternidade
No olhar. 

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Hoje Lamente, Amanhã Reviva.


Que o lamento que corre em seu rosto
Seja breve, mais tão breve 
Que você perceba que ainda estou em ti
E mesmo que, por momento precise a alma lavar
Saiba que estarei com você
Nas lembranças,
Nos ensinamentos,
Nas lições da vida, 
Eu jamais deixarei de ser algo para você
Então que se chore, 
Chore só agora 
Pois amanha é outra aurora 
E a vida recomeça da onde parti 
Pois ainda que não presente 
Vivo em ti 
Então não me mate em si 
Viva a felicidade de ter-me por perto
E na sabedoria que serei eterno
Contanto que lembre de mim
Com o sorriso amoroso 
Olhos lustroso 
Dê quem sabe o valor que a vida tem.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

a-Mar Crescente


Sou por inteiro
Um completo estranho.
Me modifico a cada segundo,
Imprevisível futuro
Que eu chamo de Meu 
Meu eu falando,

Cantando a alto bom tom,
São meus passos,

Minha inconformidade de pensar,
Sentir, Amar
Pois até mesmo Amar se separa 
Não se sente, se vive 
Não é mais algo previsível,
Descritível.
É o meu jeito de ver o mundo
Meu eu, num a'Mar,
Remando contra sobreviver 
Sem sentir, sem ser 
Quem sou.
Amar crescente.

Se afaste, se descolore.


Tem gente que tem
A alma colorida,
É tão bonita,
Que a vida ganha cor,
Ganha amor.

Pobre da alma que é preto e branca,
Nada transforma, 
Desanima,
Cria a vontade de não respirar.

Se afasta da minha caminhada
Aqueles que pisam fundo, 
Nos outros, monocromático
Trágico pensar, 
Sobrevive apenas, sem amar.  

domingo, 17 de julho de 2016

Destino Certo.


As palavras que não digo 
São passiveis em meus olhos 
E como se nada remediasse meu coração
Você escuta a minha alma
Gritando por você.

Incomparável apelo da minha vida 
Ao um destino escolhido 
Pedidos feito outrora 
Que na silenciosa noite posso escutar
Seu canto do jeito que eu pedi 
Jasmim no ar, dose certa de amor 

Mesmo que meu passado me acompanhe 
Por mais que as lagrimas caiam 
Eu pude achar aonde repousar
Minha cabeça em paz está 

Daquele momento em diante 
Simplesmente fui
Floresci em ti  
Pois me cuida como unico
Na gratidão de acalentar meu coração 
Meu amor a ti dou 
Doa o que doer 
Meu sim será sempre seu.

Dias Frios.


Até mesmo os corações mais acalorados
Um dia sente o frio chegar
O inverno das emoções
A lagrima do ultimo momento
Lastima que temos em viver 
Somos incapazes de remediar
E a dor precisa chegar
Fazer do peito pousada

São dias frios na vida que temos
A humanidade se perde aos poucos
E culpar os outros por errar
Parece sempre fazer mais sentido
Do que ajudar a concertar


Talvez as almas estejam trincadas

E para não ser desigual
Preferivel trincar as em volta 
Solidariedade ao contrário 
Humanidade desequilibrada 

Mas até mesmo o inverno
Um dia passa
É a de um dia surgi melhor
Na plenitude de sermos
E buscarmos o nosso melhor.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Cantos


Tenho me mantido ocupada, cantos
Um canto por vez.
Frações de dó guiadas por sol,
Voltantes em lá e paradas em si...
se as coisas ficarem no dó e deixadas pra lá, esquecidas de sol?!
Este é um caso de interiorização,
As notas alcançadas só são belas na minha memória,
As cordas já não se sustentam mais sozinhas.
Os cantos estão se ocupando, de silêncios.
(Uma Não Poetisa)


quinta-feira, 30 de junho de 2016

Meus Retalhos


Meu bem querer,
Desde o início lhe ofereci meu coração, meus ouvidos e meus braços
Para lhe acolher, confortar e acalentar.
Já tive muito medo de me envolver, me deixar levar e por fim sofrer,
Quantas vezes já não viveu o mesmo, não é?!
Sabemos o que é sofrer de ausências
A falta de palavras que removem mágoas,
A falta de presenças que formam os laços,
A falta de espaço que cria a correspondência,
De tantas faltas apenas uma permanência, a insegurança.
Este coração que lhe ofereço é cheio de remendos, uma colcha de retalhos
Cada quadradinho de tecido é uma história, talvez não possa contar sobre cada pedaço
Mas posso contar da linha que usei em cada um desses remendos, esperança.
Tem dias que me sinto bem com meus remendos
Mantenho-me confiante e motivada,
Mas tem dias que os fios começam a se soltar e a esperança se vai
É quando busco um coração, ouvidos e braços prontos para me acolher, confortar e acalentar
E então me redefino, refaço meus retalhos e me coloco aqui,
Pronta para servir de colcha para seu coração, para acolhe-lo, conforta-lo e acalenta-lo,
Se você quiser, meu bem querer.

(Uma Não Poetisa)

domingo, 26 de junho de 2016

Tentando Entender.


Tente me entender
Falo as vezes
Mas parece não ver

Somos assim, irreverentes 
Capazes de viver 
Sendo metade de um ser

Procuramos sem saber 
Encontramos sem querer
Somos incapazes de perceber 

Irreverentes nossos saberes
E se percebemos a capacidade de sorrir 
Somos mais felizes
Sendo unidade e não metade

A cada pessoa que pertence ao meu viver
Me divido por inteiro 
E na divisão do meu ser
Me torno inteiro

Pois aprendi que dividir quem sou
Divulgo o amor
Que acredito existir
Sendo assim a vida sem fim.

Livres Somos.


A muito tempo eu decidi
Que a vida minha,
Não seria só minha,
Seria um elo perpetuo 
Das minhas escolhas,
Permanente mudança de ideias
Tempestade a qual me digno a controlar
Momentaneamente, pois nem sempre é possível
Ou desejável tal ato de escolha,
O imprevisível também é bem vindo,
Visto que não sabemos o que exatamente queremos,
Chance que damos a vida de nos surpreender 
E que sejamos sinceros em nossa verdades,
Vive-las intensamente, acreditando sempre
Que precisamos aprender a viver.
Sejamos assim, momentaneamente felizes,
Por assim pode escolher como viver.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Na Gentileza de Amar.


Gentilmente eu aprendi 
Amar é mais duradouro 
É se sentir com sorte o tempo todo
É brindar a felicidade vivida

Amar é inquestionavelmente melhor
Do que todas as outras coisas 
Por mais breve que seja 

Amar e sentir-se amado
É garantia que existe uma alma
E ela é eterna 
Pois só assim se entende 
Que amar não é ser sempre o melhor
Mas querer ser sempre o melhor
Mesmo errando e caindo 
Trombando com o incerto
Arriscando o Futuro

Amando sem limites
Sem garantia que não vá se extinguir 
Gentilmente eu aprendi o que é amar

Foi no olhar ingenuo 
Na fala doce 
Toque das mãos que conversam 
Foi na gentileza que aprendi amar
Pois amado sou na gentileza de ser quem sou
É desse amor que falo,
Que transforma sem querer transformar
Que melhora sem esperar que melhore
Que fica mesmo sem esperar que dure para sempre
É na gentileza do seu amar
Que aprendi, que também sei amar
Mas que por deveras de fato
Esse amor, é só por você.
É só com você.

Minha pequena Princesa Liri.

Tempo Da Solidão


Solidão é algo que não se escolhe
Apenas se sente
Ela senta do lado
Se acomoda em um quarto
Inconstantemente aparece
Sem porquê, sem pra quê 
Apenas incomodada com o espaço
Desacostumada com pouco que tem
Sempre tentar conquistar mais por ali
No vazio do medo, na completude da esperança
Inestimável coleção de quartos 
Solidão muitas vezes é porão
As vezes é salão
As vezes é chão
Inexplicavel sentir
Desagradável viver
Sempre vivente
As vezes ausente
Mas por vezes faz visita
Apenas sentido
Pra saber quanto tempo
Ela fica.

Traduzir O Inexplicável, é inexpressável


Traduzir o inexpressável
Algo singelo a tentar fazer
Inexplicável muitas vezes
Sem sentido talvez  
A poesia se refaz
A vida se faz 
A morte há
Simplesmente quando escolhemos
Tudo em um eterno julgamento
Será possível ?
Um segundo a mais 
Um minuto que jaz
Uma hora a menos para deitar
Um mundo que escolhemos
A certeza que temos 
Na duvida de não saber
Quem somos mais.
Traduzir em palavras irresolutas 
Tais atos inexpressáveis 
É resumir o defeito humano
De crer mais em não ser possível fazer
Do que meramente acredita que vai ser.
Mas as palavras, não servem para traduzir
Servem para prescrever
Que a vida é mais do que podemos dizer. 

sábado, 30 de abril de 2016

A noite nós difere ... !!!


deixe eu pensar, 
a noite não é dia 
mas ainda assim 
se vive nela 
pode muito vezes 
sendo discreto o caso
silencioso ronco que não acordo
podendo também ser poesia 
não dormindo por estar pensando 
No dia, que dia conturbado
estressado, mal amado
Ou quem sabe, muito bem, não é claro ?
Viver bem tira o sono
Ansiedade de vivenciar também
há tantos poréns
Que falta tempo
Muita vezes falta dia,
Compensamos assim a noite
Quer maior realeza 
Do que pensar em baixo de estrelas
com certeza uma dadivá
ser contemplado com tal beleza
pena que muitas vezes esquecemos dela
esquecemos como o mundo é lindo
e o Céu, está ali para nós lembrar 
que pequenos podemos ser
mas diferença sabemos fazer.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Sua Companhia...!!!


Do seu doce olhar
Um sorriso meu 
Sem muito pestanejar
Sei que sou seu 
Tento não contar 
Ao mundo inteiro
Que sou seu sorriso
Fico a imaginar 
Aprendendo a falar
Convivendo com a verdade
Que tens no olhar
Vivo meus sonhos,
Imaginação que cria
Aonde você aprendeu a realizar
A menina do meus sonhos
A mulher da minha vida
A parceira que sei amar.
Minha imagem preferida no espelho
Sua companhia na minha
Até o fim dos tempos.

Brincando e Amando


É difícil não sentir
Que tudo mudou
Voltamos para origem do sentimento
Onde tudo pode ser amor

Não é difícil notar 
Que fazemos acontecer
Somos parceiros de guerra
Queremos vencer
A vida, uma dadiva 
A qual compartilho com você

E assim sigo apreciando 
Tudo que estamos a passar
Meu amor crescendo
Eu sentindo felicidade em ser
A pessoa que você escolheu para viver

Meu amor, que o tempos seja apenas ilusão
E o tempo de amor uma eterna brincadeira
Que na ingenuidade, nunca deixemos de brincar
Pois minha vida agora é sua,
Não vou deixar que vá. 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Ao Acordar!!!


Toda vez que levanto
Brando digo
Mais um dia pra vencer
Mais um dia pra começar
Pra aprender
E sem ser dramático
Batalho todo dia para ser 
Melhor quem sabe
Feliz de verdade 
Toda paz que conseguir ter
Meu atos movem meu tempo
E são por direito o que irá me defender
Na vida da terra ou do céu 
Serei meu próprio promotor
Consciência de ser 
Sincero comigo
Na credibilidade de tentar sempre
Pois não fujo do perigo
Que é mudar todo dia.
Bem Vindo a vida
O sol me esclarece 
Trazendo o que de verdade 
Posso ser ou viver tentando. 

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Aprendi com O Silencio


As vezes no silencio me encontro
Amigo confesso, meu desejo sincero
Não sou facilmente compreensível
Indelicado algumas vezes
Mas o silencio, como amigo leal
Faz por merece nossos momentos
Encontros sorrateiros em meio ao meu alento
Doce momentos se for dizer
Sorrisos sinceros eu não tive
Mas a certeza de um amanha melhor 
Cada meio segundo, um novo pensamento
Um novo conselho, uma nova medida
O silencio me fez perceber 
Que sou passageiro da vida
E nas rimas me levo como um inteiro
Sem metade do peito
Pois com jeito deixei parte de mim 
Nos cantos que passei 
Nas conversas que conversei
Na sensação serena que vive perto de quem amei
Esse silencio, um grande mestre
Me fez viver o amanha melhor que o dia de hoje
Sem tempo pra bobeira
Só tempo mesmo para viver a vida inteira.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Esperei Muito ... !!!


Deixe lhe dizer, 
Esperei muito por esse momento
E cada detalhe tem seu sentimento
Difícil acreditar 
Que por fim chegou
O grande dia, que minha vida mudaria
E eu aceitaria essa mudança
Como é difícil mudar
O costume, acomodado estar
Nada parece ter muito importância
E quanto medo de encontrar
De se encontrar, como fraco ou
Impotente que seja 
Que esse novo desafio nos vença 
E a gente tenha que voltar atrás.
Mas vou lhe dizer uma coisa 
Eu não vou mais voltar a trás,
Esse é o caminho que escolhi
E sim, eu vou ser feliz
Quer queiram ou não 
Porque eu vou tomar contar dessa felicidade
Eu vou ser feliz por ser feliz 
Por tentar e ver que posso ser maior 
Mais forte e mais capaz de conquistar
Eu sou capaz de encarar 
A VIDA.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Tempo de Tentar.



Tanto tempo para tentar
Que acaba sobrando chance
Para se errar
Mas da falta que se vê 
Há mais presença num olhar
Do que uma vida toda a presentear
Tanto tempo para tentar
E tentando é que se alcança
A verdade por mais que escrita
Nada seria, se alguém não sentisse-a 
Tente de novo para variar
Pois a vida não para 
E o tempo de tentar não cala
Muito menos quando sabemos 
Que o melhor não demos 
E sim uma fração do que poderíamos gritar
Que o melhor de mim, não há 
Então tente, grite, chore
Seja mais humano para variar 
Pois de tanto tempo que temos
Assim só pra oscilar 
Talvez não haja tempo suficiente 
Para viver a vida.

domingo, 17 de janeiro de 2016

Detalhes Ínfimos


Os detalhes de amar são ínfimos 
É o que o torna grande
Ser amado junta o agradável mistério do desconhecido  
Com a certeza dos erros
Somos frutos improváveis de verdades
Queremos contestar aquilo que todos dizem saber
Provamos a nós mesmo que somos capazes
Ou as vezes, ainda que tarde seja, não estamos preparados
Pois o tempo de amor, esse não é existente
Junte os detalhes ínfimos que sejam na infinidade de ser 
E tenha um "Big Bang", um universo próprio para se explorar
Que rara conjectura, há quem diga que não se precisa provar
Não necessariamente com fatos, mas sim no sentir,
No ser humano de cada um de nós,
Amar não deixou de ser simples, é apenas amor
Reduzido ao dia a dia de nossas vidas 
Na experiencia de descobrir o que somos capazes de fazer
Para que tudo seja inesquecível  

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Nosso Olhar.


A se eu pudesse adivinhar 
Que o amor batia na minha porta
Nas frases sedutoras 
No olhar feiticeiro
Me prendeu no carcere
Ao qual me nego a sair
Juro, confesso 
Sou culpado por ti amar
Pretendo não sair mais 
Culpado pelo crime de te querer 
Sentenciado a lhe fazer feliz 
Sim, sou réu confesso 
Prisioneiro que voa com asas de liberdade
Sou livre de tanto amor que habita em mim
E confesso, você é cúmplice desse crime
Amar sem limites
Infração grave na linha temporal
Rompe o imaginável
Infinito e mais um dia 
 Nunca assim foi  sonhado
Um amor sem barco é puro aMar
É "infinitar" cada segundo
Uma memoria boa a se lembrar
Uma historia boa de se contar
Uma vida que é só minha e sua 
Aquela que sonhei um dia 
Que você imaginou conquista
Uma vida que fazemos juntos em nosso olhar.

De quem sou ?

Tenho o poder em minhas mãos de mudar o mundo, sou herdeiro da solidão, mesmo rodeado de amigos, faço por escolha própria ser livre em meu mundo clandestino, vivo assim pois é preciso, quem cuidará de mim ? 
Ora que pergunta mais tola, a resposta pode não se antecipar, um tanto cliché a quem diga, mas não poderá ser você, é na obviedade que vivo, é claro que falo de eu próprio como dono do meu estado, depender de outro alguém exige muito mais do que se pode pensar.

Primeiramente temos que ter a confiança da capacidade exigida, depois a audácia de acreditar que por melhor que seja nossas decisões é sempre bom confirma. Para eu ser de alguém, tenho que ser inteiramente meu, não serei capaz de me entregar, dependendo da sorte para ver se dará certo ou não, é muito cruel o destino daqueles que tem esperança de dar certo e ao mesmo tempo nada o faz para acontecer. Então quem cuida de mim ? 

Bom, se o poder de mudar o mundo está em minhas mãos, aprendo a me virar na solidão, para assim entender que ausência não faz sentido quando amado se é verdadeiramente, solidão já é inexistente, pobre coitada nós ensina a viver para que vivarmos longe dela. O poder está em nossas mãos, basta acreditar e mudar, cada passo que se dá, é um passo a mais para certeza que nós carrega todos os dias, ou que deveria carregar, a certeza que temos que melhorar. 
Pois só assim se entrega a vida e começa a não morrer a cada dia.
(Sonny O.C) 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...