Plágio é crime

OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE MINHA AUTORIA, E TEM SEUS DIREITOS RESERVADOS de acordo com a Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Cite a fonte. Plágio é crime!

Seguidores

Clique e Aproveite as ofertas

Otimos preços ...

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Tempo de Tentar.



Tanto tempo para tentar
Que acaba sobrando chance
Para se errar
Mas da falta que se vê 
Há mais presença num olhar
Do que uma vida toda a presentear
Tanto tempo para tentar
E tentando é que se alcança
A verdade por mais que escrita
Nada seria, se alguém não sentisse-a 
Tente de novo para variar
Pois a vida não para 
E o tempo de tentar não cala
Muito menos quando sabemos 
Que o melhor não demos 
E sim uma fração do que poderíamos gritar
Que o melhor de mim, não há 
Então tente, grite, chore
Seja mais humano para variar 
Pois de tanto tempo que temos
Assim só pra oscilar 
Talvez não haja tempo suficiente 
Para viver a vida.

domingo, 17 de janeiro de 2016

Detalhes Ínfimos


Os detalhes de amar são ínfimos 
É o que o torna grande
Ser amado junta o agradável mistério do desconhecido  
Com a certeza dos erros
Somos frutos improváveis de verdades
Queremos contestar aquilo que todos dizem saber
Provamos a nós mesmo que somos capazes
Ou as vezes, ainda que tarde seja, não estamos preparados
Pois o tempo de amor, esse não é existente
Junte os detalhes ínfimos que sejam na infinidade de ser 
E tenha um "Big Bang", um universo próprio para se explorar
Que rara conjectura, há quem diga que não se precisa provar
Não necessariamente com fatos, mas sim no sentir,
No ser humano de cada um de nós,
Amar não deixou de ser simples, é apenas amor
Reduzido ao dia a dia de nossas vidas 
Na experiencia de descobrir o que somos capazes de fazer
Para que tudo seja inesquecível  

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Nosso Olhar.


A se eu pudesse adivinhar 
Que o amor batia na minha porta
Nas frases sedutoras 
No olhar feiticeiro
Me prendeu no carcere
Ao qual me nego a sair
Juro, confesso 
Sou culpado por ti amar
Pretendo não sair mais 
Culpado pelo crime de te querer 
Sentenciado a lhe fazer feliz 
Sim, sou réu confesso 
Prisioneiro que voa com asas de liberdade
Sou livre de tanto amor que habita em mim
E confesso, você é cúmplice desse crime
Amar sem limites
Infração grave na linha temporal
Rompe o imaginável
Infinito e mais um dia 
 Nunca assim foi  sonhado
Um amor sem barco é puro aMar
É "infinitar" cada segundo
Uma memoria boa a se lembrar
Uma historia boa de se contar
Uma vida que é só minha e sua 
Aquela que sonhei um dia 
Que você imaginou conquista
Uma vida que fazemos juntos em nosso olhar.

De quem sou ?

Tenho o poder em minhas mãos de mudar o mundo, sou herdeiro da solidão, mesmo rodeado de amigos, faço por escolha própria ser livre em meu mundo clandestino, vivo assim pois é preciso, quem cuidará de mim ? 
Ora que pergunta mais tola, a resposta pode não se antecipar, um tanto cliché a quem diga, mas não poderá ser você, é na obviedade que vivo, é claro que falo de eu próprio como dono do meu estado, depender de outro alguém exige muito mais do que se pode pensar.

Primeiramente temos que ter a confiança da capacidade exigida, depois a audácia de acreditar que por melhor que seja nossas decisões é sempre bom confirma. Para eu ser de alguém, tenho que ser inteiramente meu, não serei capaz de me entregar, dependendo da sorte para ver se dará certo ou não, é muito cruel o destino daqueles que tem esperança de dar certo e ao mesmo tempo nada o faz para acontecer. Então quem cuida de mim ? 

Bom, se o poder de mudar o mundo está em minhas mãos, aprendo a me virar na solidão, para assim entender que ausência não faz sentido quando amado se é verdadeiramente, solidão já é inexistente, pobre coitada nós ensina a viver para que vivarmos longe dela. O poder está em nossas mãos, basta acreditar e mudar, cada passo que se dá, é um passo a mais para certeza que nós carrega todos os dias, ou que deveria carregar, a certeza que temos que melhorar. 
Pois só assim se entrega a vida e começa a não morrer a cada dia.
(Sonny O.C) 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...